Como a negociação na China pode ser um diferencial para empresas de Construção Civil

A diversidade de materiais somados a preços competitivos ao mercado nacional faz da China um dos destinos mais procurados por empresas do ramo de Construção Civil, que busca a redução de custo sem abrir mão da qualidade.


Após 3 anos de retração no mercado de materiais de construção, o fechamento positivo no

final de 2018 já demonstrava um aquecimento do segmento para 2019, dados confirmados

pela Sobratema (Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração) em

levantamento realizado junto construtoras e locadoras de equipamentos aponta que:

  • 61% das empresas consultadas estão otimistas com a economia brasileira;

  • 48% se mostram otimistas com o setor da construção;

  • 57% dos entrevistados se disseram otimistas em relação à perspectiva de sua própria empresa.


Tendo em vista o aquecimento deste mercado, mesmo que de maneira ainda tímida, torna-se

evidente a necessidade de atenção para os investimentos no setor, e a importação destes

materiais pode ser uma alternativa muito lucrativa.

- Mas o que posso trazer que seja realmente interessante financeiramente?

A gama de produtos disponíveis é realmente muito grande e deverá ser estudado de acordo

com a necessidade da sua empresa, mas, de adiantando os mais procurados:


  • Metais sanitários

  • Louças Sanitárias

  • Material elétrico

  • Material Hidráulico

  • Trincos e fechaduras

  • Portas


- Quero importar, preciso ir até a China para fazer a negociação?

Sim e não, tudo vai depender da sua necessidade, volume de materiais e diversidade.

A Guia Canton Fair tem representantes na China que podem fazer um levantamento de

fornecedores, preços, modalidades de envio, quantidade mínima, avaliação do produto e

qualidade e todas as demais informações necessárias para a sua negociação.

Mas para as negociações de maior volume e com diversidade maior de materiais, a visita aos

fornecedores acaba sendo mais recomendada.


- Existe um limite mínimo para a importação?

Não, o limite sempre será o cliente quem irá determinar. Podendo partir de meio container até

quantos forem necessários para a sua necessidade, vale ressaltar que, quanto menor o volume

de produtos, maior o custo unitário, levando-se em consideração toda a carga tributária e

demais valores envolvidos como frente, taxa aduaneira, entre outros.

Ainda tem dúvidas sobre a importação? Temos uma equipe especializada pronta para te

atender e esclarecer todas as suas dúvidas.

0 visualização

Rua Desembargador Westphalen, 1364

Rebouças - 80230-100 - Curitiba- PR

(41) 3085-8943

REDES

SOCIAIS