• Guia Canton fair CF

Alta surpreendente no setor de construção civil

Durante a pandemia em 2020, a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), em parceria com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (bre/FGV) registrou altas impressionantes, 54% dos lojistas relatam um aumento nas vendas do último trimestre. A alta demanda e falta de produtos também ocasionaram um aumento nos preços de alguns produtos.


Esse aquecimento do mercado pôde ser sentido já no mês de abril, o pior cenário do mercado com relação aos impactos gerados pela pandemia. A liberação do FGTS somado ao auxílio emergencial e ao maior tempo dentro de casa elevou a procura por materiais de construção, as famílias passaram a notar reformas necessárias dentro de suas casas e investir nesse setor. A procura foi tanta que a produção não tem dado conta.


Jaime Silvano, presidente da ACOMAC, afirma que os preços subiram cerca de 35% e, considerando o cenário, não tendem a baixar tão cedo. Os principais materiais citados pelo presidente como os mais buscados são os derivados da resina de PVC, como forros, canos etc. Telhas, tijolos, cimento, fios de cobre e louças sanitárias também estão no grupo. Por outro lado, o isolamento reduziu a produção desses materiais, portanto estão difíceis de serem encontrados e por isso estão sendo mais valorizados.


Para além disso, o setor tem se mostrado passível de alterações do cenário que trazem consigo preocupações ambientais e novas tendências, entre elas, é possível ver uma crescente de investimento em edificações consideradas “higrotérmicas”. Essa é uma nova maneira de construir que tem como objetivo aproveitar as potencialidades climáticas e oferecer qualidade de vida sempre pensando no conforto humano.

Correlacionado aos empreendimentos sustentáveis - que hoje estão na faixa dos 10% do PIB de edificações - as iniciativas de construções que asseguram conforto higrotérmico, acústico ambiental e visual estão crescendo.


Os pontos que passam a ser consideradas são: transferência de calor na edificação via radiação direta ou radiação solar refletida pelo solo; perfil topográfico do terreno e eventuais possibilidades para se direcionar os ventos e conformidade com cartas bioclimáticas para ajudar na adaptação da edificação ao clima onde está inserida e na exploração de potenciais ganhos como áreas de aquecimento solar passivo. Na realização do ensaio para uma análise de sensibilidade de transmissão térmica, a diferença de temperatura entre o interior e o exterior foi de cerca de 26ºC.


Outros materiais bastante citados no estudo foram: arenito, materiais resultantes de cisalhamento de compósitos de fibra de carbono, bloco cerâmico, argamassas com adição de cinzas pesadas e concretos produzidos com resíduos de pneu e poliestireno expandido. Muitos dos materiais são reutilizados após o uso originalmente destinados e outros são comuns de materiais de construções civis que se mostraram mais eficientes ao longo das pesquisas.


Segundo dados da ONU, durante o ano de 2019 a China foi o primeiro maior mercado de importação de itens de edifícios pré-fabricados, assim como também o posto de maior mercado quando se trata de importações de produtos cerâmicos, artigos têxteis e artigos de pedra, gesso, cimento, amianto. Dessa maneira, fica evidente que a China é nosso principal fornecedor e o mais favorável quando falamos de construção civil.


O reabastecimento do mercado é imprescindível e certamente será lucrativo para quem quiser investir! Enquanto em território nacional a demanda cresce e a produção não da conta, o nosso principal comerciante de materiais está disponível e pronto para novos investidores.


Se você pensa em abrir um negócio próprio e trabalhar com importações capazes de oferecer uma boa margem de captação monetária, já passou da hora de conhecer a Canton Fair: a maior feira business da China.

Caso ainda não conheça os planos da Guia Canton Fair, o nosso site tem todas as informações essenciais sobre o evento e como fazer parte dele!

1 visualização0 comentário

Rua Desembargador Westphalen, 1364

Rebouças - 80230-100 - Curitiba- PR

(41) 3085-8943

  • Facebook
  • Instagram

REDES

SOCIAIS